terça-feira, 23 de junho de 2009

Garimpando vinil #3

Gostaria de ter feito projeto gráfico para algum vinil. Aquele quadrado de 12 polegadas foi (e é) suporte para muita obra genial. Elifas Andreato que o diga. Deitou e rolou na criatividade, produzindo mais de 300 capas a partir dos anos 1970. Criou algumas obras-primas e, dentre elas, cultivo um carinho especial por dois projetos – os LPs de Fátima Guedes, de 1980 (Fátima Guedes) e de 1981 (Lápis de Cor), produzidos com requintes de acabamento: um deles é encadernado com uma espiral, remetendo a um caderno de anotações íntimas. Esses projetos gráficos transmitem o frescor, a naturalidade, o romantismo despretensioso da cantora que despontara há pouco na MPB. Para sentir toda a delicadeza desses dois trabalhos, só manipulando, abrindo, folheando, descobrindo. Seguem aqui algumas imagens para que vocês possam conferir a criatividade do meste Elifas Andreato.

Fátima Guedes – 1980





Lápis de Cor
– 1981


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Após moderação, o seu comentário será publicado nesta postagem. Obrigado pela visita.