quarta-feira, 29 de julho de 2009

Um baiano da Argentina

Em 1955 foi lançada, pela Livraria Progresso Editora, uma série de 10 livretos intitulada Coleção Recôncavo. Ela aborda temas variados da Bahia, com uma breve introdução a diversos desenhos de Carybé. Hector Julio Páride Bernabó, ou Carybé (apelido que ganhou no Brasil), nasceu em 1911 na Argentina e naturalizou-se brasileiro. Morreu em Salvador em 1997 durante uma sessão num terreiro de candomblé. Com traços de alta precisão e elegância, Carybé ilustrou magistralmente os costumes baianos. Hoje faço uma postagem com amostras do caderno número 2, cujo tema é o Pelourinho. Aos poucos postarei todos os cadernos.









3 comentários:

  1. Carybé, TinTim, Tom Zé, poemas, capas de vinil, rótulos, marcas, impressões e mais de uma dezena de idéias sortidas. É sempre muito bom correr os olhos demoradamente por este acessório que o amigo carrega na cabeça...o seu chapéu pensador....abraços do seu adicto leitor

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Biju (legal te chamar por esta alcunha rsrs). Estou curtindo bastante publicar o Chapéu, principalmente quando recebo incentivos de amigos como você, pessoas queridas.
    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o post. Carybé é genial, gostaria de ver mostras dos outros fascículos, principalmente Orixás e Capoeira. Obrigado.

    ResponderExcluir

Após moderação, o seu comentário será publicado nesta postagem. Obrigado pela visita.