sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Moda de igreja

Uma vez entrei numa espécie de antiquário, mas estava mais para uma casa entulhada, com pertences de um velho italiano saudoso de sua pátria. Queria voltar logo para a Itália onde pretendia passar o resto de seus dias e estava liquidando os pertences: móveis, velhos filmes fotográficos, livros, gramofone, rádio... Ele notou minha curiosidade com os livros, foi até um quartinho (impossível para qualquer outro mortal entrar) e de lá veio trazendo uma série de gravuras colorizadas à mão. Mais de 50 folhas com estampas retratando ordens religiosas e suas vestes características. Deliciei-me com a têmpera coberta em alguns trechos por um brilho feito a clara de ovo (infelizmente é impossível perceber esse brilho aqui, nos scanners). Isto aconteceu há uns cinco anos e desde então procuro referências históricas para estas gravuras. Se alguém tiver maiores informações, queira escrever para este pobre blogueiro.













sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Flâmulas

Tenho uma pequena coleção de flâmulas, garimpadas em um antiquário mineiro. Sempre me fascinou este universo de símbolos distintivos, bandeirolas. Certamente a flâmula mantém ligação com os estandartes medievais que representavam um cavaleiro, um rei, um navio, um exército... Na minha infância vi muito dessas flâmulas de esporte, de colégio, de cidades. Falar em cidades, observe a flâmula da inauguração de Brasília: toda negra. Premonição?










terça-feira, 18 de agosto de 2009

Augustus

Há poucos dias ganhei de um amigo, Patrick, um volume das Aventuras do Barão de Munchausen. Uma edição que eu ainda não conhecia, com uma gostosa capa de Augustus. Lembrei-me das capas que este artista fez para a coleção infantil de Monteiro Lobato publicada em 1948. O Jean cedeu-me alguns volumes da sua coleção para que eu pudesse publicar as capas aqui. Uma curiosidade é a incrível semelhança entre a Dona Benta desenhada pelo Augustus e a personagem que Zilka Salaberry interpretou na série clássica do Sítio do Picapau Amarelo na televisão:







quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Girando na mente

Apaixonado pela música Domingo no Parque, de Gilberto Gil,
(veja letra) fiz, há alguns anos, umas ilustrações inspiradas nas xilogravuras de cordel e nas histórias em quadrinhos na tentativa de expressar o ritmo e a dramaticidade da composição cheia de tomadas cinematográficas. Veja o que deu: