quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Poty

Napoleon Potyguara Lazzarotto, ou Poty, é o grande ilustrador de Guimarães Rosa. Claro que existem as capas despretensiosas das primeiras edições de Sagarana, feitas por Santa Rosa e os desenhos e xilos cheios de intenção do mineiro Arlindo Daibert, que não podemos ignorar. Mas Poty para mim ficou, desde a adolescência, irremediavelmente associado ao universo roseano. Filho de italianos, nascido em Curitiba (1924 - 1998), com 19 anos já tinha ilustrações publicadas em Lenda da Herva Mate Sapecada. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro e aos 22 anos foi para a frança, com bolsa de estudos, onde aprendeu litografia. Poty dominou também as técnicas do mural, da serigrafia, da xilografia e da pintura. Muitos críticos consideram os seus murais como o trabalho mais representativo de sua obra. Eu prefiro suas xilos e bicos-de-pena principalmente quando rodeados por textos de Guimarães Rosa. Seguem aqui algumas de suas ilustrações retiradas de duas edições de Sagarana, para compararmos os resultados que ele conseguiu a bico-de-pena (10ª edição) com as mesmas ilustrações em xilogravura (19ª edição). As duas soluções me fascinam: os bicos-de-pena pela fluidez dos traços, pelos meios-tons, a textura; as xilogravuras pela crueza, pela determinação e arrojo das áreas negras. Personagens que transitam pelo norte de Minas, sul da Bahia, tão belamente ilustrados por um artista do Sul.





















7 comentários:

  1. e tudo começou no "Vagão do Armistício"

    ResponderExcluir
  2. consegui num sebo o livro onde Poty publicou pela primeira vez suas ilustras, o "Lenda da Herva Mate Sapecada" (nome correto), onde vi também pela primeira vez (em fonte original) o nome completo do artista e corrigi o meu post.

    ResponderExcluir
  3. Pergunta:
    Já terminou o sabático do amigo??

    Estamos sentindo falta dos posts pensantes do seu adereço de cabeça.

    abcs

    Junior

    ResponderExcluir
  4. Biju, como pode ver, hoje voltei à tona... abraço!

    ResponderExcluir
  5. Carlos, navegando acabo de conhecer seu blog agora. Sou um rosianista despretencioso,que estudo a obra com todo carinho e disciplina , mas fiquei encantado com as comparações das ilustrações de Poty em Sagarana, em duas edições. Parabéns pelo capricho. Afinal, tal qual você, também não consigo dissociar Rosa de Poty...

    abs

    ResponderExcluir
  6. Oi José Roberto, é muito bacana encontrar um grande leitor de Rosa! E, por consequencia, admirador do Poty. Visitei o seu blog rapidamente, mas com certeza voltarei a ele diversas vezes.
    Obrigado pela visita, grande abraço

    ResponderExcluir
  7. Caro amigo,
    tenho sete das doze matrizes de xilogravura originais feitas por Poty para o calendario Shell de 1966 sobre as lendas brasileiras.
    Não consigo achar fotos ou imagens deste calendário na web.
    Será que vc pode me ajudar de alguma forma?
    Te agradeço desde já
    Vicente Schulenburg
    vicvonder@gmail.com

    ResponderExcluir

Após moderação, o seu comentário será publicado nesta postagem. Obrigado pela visita.